Passa Longo tempo Se Maquiando?

12 May 2019 17:09
Tags

Back to list of posts

<h1>Passa Longo tempo Se Maquiando?</h1>

<p>De olho em cada risco, a m&atilde;e, Renata Morais, de 32, sabe como um sinal. — Quando ela come&ccedil;a a desenhar bonecas com penteados diferentes, percebo que est&aacute; desejando modificar o cabelo. At&eacute; pintar de verde, pintei. Semanalmente ela usa um visual novo para dirigir-se &agrave; institui&ccedil;&atilde;o — conta Renata, que est&aacute; “segurando a onda” da pequena pra n&atilde;o recorrer &agrave; m&aacute;quina zero. — Eu a incentivo a fazer o que quiser. Menos alisar. Mas raspar assim como estou resistindo um pouco. O black power de Elis pertence ao tipo arrasa quarteir&atilde;o. Aonde ela vai, tem sempre uma pessoa para elogiar.</p>

<p>Teu cabelo, ali&aacute;s, &eacute; tema de um video que viralizou no YouTube, no ano anterior. S&atilde;o mais de cem Folia Ter&aacute; Primeiro Porta-bandeira Homem Em 2018 O Dia visualiza&ccedil;&otilde;es no canal e 4 milh&otilde;es no Facebook. Pela web, Elis enche a boca pra narrar: “Meu cabelo de imediato nasceu em vista disso, meu cabelo n&atilde;o &eacute; liso. Sugest&otilde;es De Make Para o Ver&atilde;o eu n&atilde;o emprego peruca.</p>

<p>Minha m&atilde;e s&oacute; utiliza creme com inten&ccedil;&atilde;o de botar ele pro grande.” O discurso &eacute; reflexo de uma ladainha di&aacute;ria que Renata repete pra pequena, com a mesma mensagem. Ela, que j&aacute; alisou as madeixas, hoje diz que n&atilde;o tem volta. — Parei de alisar no momento em que engravidei, em 2011. A altera&ccedil;&atilde;o foi tranquila, j&aacute; que cortei bem curtinho e deixei crescer naturalmente.</p>

<p>Acho que muitas m&atilde;es passaram pelo mesmo m&eacute;todo. E hoje h&aacute; uma tend&ecirc;ncia que seus filhos assumam o cabelo afro desde pequenos — acredita Renata. O sucesso foi a deixa pra Renata bolar, em 2012, uma marca de len&ccedil;os, turbantes, presilhas e camisetas com apelo afro, a Lulu e Lili Acess&oacute;rios. No embalo, tr&ecirc;s anos depois, veio a Crespinhos S.A.</p>

grow_page_1.jpg

<p>— uma “produtora de empoderamento preto”, explica Renata —, que faz filmes e campanhas. Celebridade das m&iacute;dias sociais, Carolina Monteiro, de 9, faz barulho no YouTube com videos com a mesma pegada. Tudo come&ccedil;ou quando sua m&atilde;e, a mineira Patr&iacute;cia Santos, ouviu da pequena, &agrave; data com 5, que queria ter o cabelo id&ecirc;ntico ao dela. Detalhe: suas madeixas eram alisadas.</p>

<ul>

<li>14 seis Resposta Pr&eacute;-Emptiva ao Contra-Pretexto</li>

<li>vinte e nove de Abril de 2015 &agrave;s 01:Quinze</li>

<li>tr&ecirc;s Removendo Manchas e Acne</li>

<li>Fran&ccedil;a, Versalhes</li>

</ul>

<p>O jeito de driblar a circunst&acirc;ncia foi abrir m&atilde;o da qu&iacute;mica. — Eu sou a superior fonte para ela. Dessa maneira, como ia adquirir ensin&aacute;-la a gostar teu cabelo se eu n&atilde;o amava o meu? Resolvida a novela, Carolina nunca mais tocou no tema “alisamento”. Como Deixar As Sobrancelhas Perfeitas E Bonitas m&atilde;e tamb&eacute;m lembra o dia em que Carol chegou da escola contando que uma amiga, ao observar um desenho feito por ela de uma crian&ccedil;a negra de cabelo afro, comentou que a cabeleira da personagem era estranha. — Legal essa rea&ccedil;&atilde;o da minha filha.</p>

<p>A resposta foi que teu cabelo era muito atraente. Eu n&atilde;o entendia nada de YouTube naquele instante. Imagens, Modelos E Hidrata&ccedil;&atilde;o Caseira vontade de gravar um v&iacute;deo com ela contando essa hist&oacute;ria — explica a m&atilde;e, que publicou o objeto no seu Facebook. — Muita gente compartilhou. N&atilde;o deu outra. Naquela hora, brotou a ideia de formar um canal. Hoje, o mural &eacute; recheado com mais de trinta videos, com 400 mil visualiza&ccedil;&otilde;es em m&eacute;dia. Ao mesmo tempo, Patr&iacute;cia, formada em Qu&iacute;mica, aproveitou pra oferecer um g&aacute;s em sua marca de produtos para cabelos crespos, a Minari Cosm&eacute;ticos.</p>

<p>Ela &eacute; m&atilde;e de uma “baby black power”. Aaliyah Sauthon, de 3, nunca cortou os cabelos. De tal sucesso que o look faz nas ruas, foi convidada pra estrelar um cat&aacute;logo da Blue Man ao lado de outros menores, inclusive um pirralho — o que prova que esse n&atilde;o &eacute; um cen&aacute;rio mulherzinha. — Assumir o cabelo crespo fornece uma sensa&ccedil;&atilde;o de autonomia muito vasto — observa Renata, que “pranchou” o respectivo cabelo at&eacute; h&aacute; pouco tempo. — Mas o mais essencial n&atilde;o &eacute; s&oacute; botar a m&atilde;o na cabe&ccedil;a. &Eacute; o aprendizado. Diariamente eu falo para a Aaliyah que o cabelo dela &eacute; como se fosse uma coroa. Ela se olha no espelho e diz: “Mam&atilde;e, meu cabelo &eacute; lindo”.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License